Cirurgia de Implante Dentário: 7 fatores que determinam quem pode e quem Não deve fazer.

Cirurgia de Implante Dentário: 7 fatores que determinam quem pode e quem Não deve fazer.

Cirurgia de Implante Dentário: 7 fatores que determinam quem pode e quem Não deve fazer.

A cirurgia de implante dentário não é um procedimento tão complicado,porém não deixa de ser uma cirurgia, e exige alguns fatores para que seja realizada com sucesso.

De uma maneira geral, alguns fatores podem contra-indicar temporariamente, permanentemente ou diminuir a margem de sucesso da cirurgia de implante.

Por isso, é fundamental conhecer esses aspectos e estar ciente das condições para iniciar o tratamento com segurança .

Entenda aqui, quais são alguns fatores necessários para a cirurgia de implante dental e como você poderá se adequar à eles,caso precise.

1- Existe uma idade minima para fazer implantes dentários?

A idade mínima para fazer implante, vai ser determinada pelo fim do crescimento da pessoa, que de modo geral, os homens são por volta de 18 anos, e as mulheres é a partir dos 17 anos.

Se feito antes pode haver a movimentação dos dentes de acordo com o crescimento dos maxilares, onde o implante permanecera na posição inicial. Não há idade máxima para fazer implante desde que o cliente goze de boa saúde.

2- Quem toma anticoagulante pode fazer a cirurgia de implante?

Já os pacientes que tomam medicamentos com anticoagulante, devem ser orientados a solicitar do seu medico um relatório, avaliando a necessidade de interrupção do medicamento.

3- Fumante pode fazer implante dentário ?

No tabagismo, o cigarro acarreta a vasoconstrição e diminuição da agregação plaquetária. Perca em implantes é comprovada em pacientes fumantes, tornando uma exigência à interrupção pré e pós-cirúrgicos, como forma de uma recuperação com sucesso.

4- Após um tratamento de radioterapia é possível realizar a cirurgia de implante ?

Outro fator que não é indicado às cirurgias de implante já que envolve o osso, são os clientes que estiverem em tratamento com radioterapia. Eles deverão se resguardar de cirurgia, devido à radioterapia diminuir as células responsáveis pela formação do osso.

Após o tratamento de radioterapia deverá aguardar um período da exposição e intensidade da radiação, só então será liberado para a cirurgia.

5- Qual a relação entre a cirurgia de implante dentário e a diabetes ?

O cliente com diabetes pode ter alteração na cicatrização geral do corpo, bem como a de um implante. Clientes diabéticos podem ser submetidos ao tratamento com implantes dentários, inclusive em áreas enxertadas.

Não apresentam maior grau de insucesso, desde que o nível de glicose no plasma esteja normal ou próximo do padrão. Sempre é bom fazer para verificação acompanhamentos. O melhor é controlar a glicemia primeiro, para depois fazer os procedimentos.

6- O estado da saúde bucal pode aumentar o risco de contaminação no momento da cirurgia ?

Os riscos de contaminação do implante no ato cirúrgico podem estar relacionados com a presença de bactérias nos tecidos adjacentes a região, podendo comprometer o sucesso do implante.

A saúde da região periodontal também pode ter influencia na longevidade dos tratamento com implantes, os clientes devem ter uma saúde periodontal boa e o controle da higiene oral não só para quem são implantados como os próprios dentes naturais.

7- A osteoporose pode comprometer o sucesso do implante dental ?

A osteoporose é uma doença que atacam o osso longo do corpo principalmente braços e pernas, sendo os maxilares pouco influenciados com a doença. Há sim uma diminuição das células responsáveis da formação ósseo, mas sem comprometer o sucesso dos implantes.

Clientes que são portadores de osteoporose podem sim ser submetidos ao implante dentários, uma vez que as próteses removíveis têm maiores influência na perda dos ossos da boca.

Bom, esses são alguns fatores que devem ser analisados.Ás vezes, um paciente não pode se submeter a cirurgia de implante dentário naquele exato momento ou não poderá fazer por determinada condição, mas isso não significa que em algum momento próximo ele não possa iniciar o tratamento.

O importante é : fazer uma consulta médica,avaliar esses fatores e estabelecer um plano para se adequar rapidamente as condições; e assim, fazer a cirurgia de implante.

Para você que está querendo fazer um implante,mas está com dúvidas e precisa de maiores informações.Leia o nosso PASSO A PASSO para o implante ou entre em contato conosco .

Ficaremos felizes em atende-lo.

Forte Abraço

 

Facebook Comments
Alexandre Voltolini

Alexandre Voltolini

Dr. Alexandre Voltolini, natural de Blumenau, graduado em odontologia na Universidade de Blumenau – FURB. Pós-graduado em Ortodontia e especializado em Implantodontia.
Alexandre Voltolini

Você também pode gostar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *